Você sabia que em Goiás tem vinícola?? Apresento-lhe a Vinícola Goiás. Uma fazenda que produz suco de uva integral, vinho e uma experiência gastronômica de lamber os beiços. Tudo isso a 280 km de Brasília e 98 km de Goiânia.

Em outubro de 2017, fiz um bate e volta de Brasília à Itaberaí junto com o pessoal do Vem Pro Cerrado. Foi uma experiência única poder visitar um parreiral no meio do Cerrado e ainda poder colher a uva do pé. Vem comigo que te conto tudo!

Curtindo o post? Então curta também nossa fanpage e não perca nada do que acontece por aqui!


Vinícola Goiás

Em 1998, os gaúchos Vanilda e Danilo Razia foram para Goiás ao comprar a Fazenda Bella Matinna. Trouxeram a paixão pela uva e começaram a produção do Suco de uva integral Dell Nonno, em 2007.

Vinícola Goiás

Entrada da Vinícola Goiás | AzWanderlust

É um negócio de família, onde pais e filhos se revezam para cuidar dos 19 mil pés espalhados em 12 hectares. São cinco tipo de uva: a Niágara (branca e rosa), a Isabel, a Cora, a Violeta e a Bourdaux.

Com tantos tipos de uvas e com o sucesso do suco Dell Nonno, recentemente a vinícola investiu na produção do Vinho do Cerrado, que ainda está em fases de testes. Os vinhos já produzidos ainda são para consumo próprio e venda no local.

Inspirados na procura dos turistas em conhecer o parreiral, os Razia providenciaram novos atrativos. Em 2017, inauguraram o Cave Dell Nonno (espaço gourmet), a Cantina Dell Nonno ganhou nova cara e a Visita Guiada foi reestruturada.

A ideia é oferecer uma experiência completa, aguçando todos os sentidos.

Visita Guiada

A visita começa nos parreirais. Um pequeno percurso a pé no chão calçado. Entre uma explicação e outra, o guia nos entrega uma tesoura. Debaixo do pé de uva, colhemos nosso próprio cacho. Experimentamos ali mesmo, entre abelhas, folhas e uvas, o sabor adocicado.

Vinícola Goiás

Caminho entre os vinhedos. Em outubro, a colheita já havia sido feita, por isso alguns pés estavam vazios. | AzWanderlust

Depois, somos levados às fábricas. São duas: uma para produção do Suco de uva Dell Nonno, outra para produção do Vinho do Cerrado. Na fábrica do suco, ganhamos uma aula sobre a fabricação dele. O guia conta cada processo e apresenta-nos suas máquinas.

Vinícola Goiás

Fábrica do Suco Dell Nonno e Fábrica de poupa e vinhos da Vinícola Goiás. | AzWanderlust

A visita termina com a degustação. Tempo: 1h30

Cave Dell Nonno

O espaço gourmet Cave Dell Nonno foi inaugurado em agosto de 2017 para ampliar a experiência do turista na vinícola. No ambiente cuidadosamente decorado pela família, você pode escolher se deliciar com o café da manhã, almoço, jantar e piquenique.

Cave Dell Nonno Vinícola Goiás

Espaço Gourmet Cave Dell Nonno, Vinícola Goiás. | AzWanderlust

Cave Dell Nonno Vinícola Goiás

Olha que charme o interior do Cave Dell Nonno! | AzWanderlust

A cozinha é comandada pela Chef Sabrina Pinheiro. Uma apaixonada por gastronomia que prepara delícias culinárias que harmonizam com as bebidas da casa.

Chef Sabrina Pinheiro, Vinícola Goiás. | foto by blog Sentidos do Viajar

  • Caffé di Nonna: o café colonial é servido das 7h30 às 11h. As datas são divulgadas nas redes sociais da vinícola e é aconselhado fazer reserva antes.
  • Pequinique: sob reserva. Funciona de julho a novembro.
  • Almoço ou jantar: sob reserva. O cardápio é sugerido pela Chef de acordo com a ocasião.
  • Festas e eventos especiais: o espaço permite grandes eventos. Ligue para maiores informações.

Cantina Dell Nonno

Visitou a vinícola e quer levar para casa um pouquinho de lá? Passe na Cantina Dell Nonno! Tem disponível uvas, sucos, vinhos e geleias.

Cantina Dell Nonno, Vinícola Goiás. | AzWanderlust

 Serviço

  • Onde fica: Rua 1, s/n – Jardim Esmeralda, Itaberaí – GO.
  • Como ir: fui de carro. É possível ir por 3 caminhos. Um pela BR 070 (passando por Cocalzinho de Goiás). Outro pela BR 060 até Anápolis e depois pela BR 070 (1 pedágio). E por último pela BR 060 até Goiânia e de Goiânia para Itaberaí pela GO 070 (2 pedágios). Apesar do último caminho ser mais longo, a estrada é pista dupla, sendo mais segura e mais rápida.
  • Horário de funcionamento: Segunda: fechado | Terça a sexta, das 8h às 18h | Sábado e domingo, das 8h30 às 17h30. As visitas guiadas e reservas no espaço Cave Dell Nonno deverão ser agendadas pelo e-mail comercial@vinicolagoias.com.br.
  • Valores: Caffé di Nonna: R$ 25 | Visita guiada com degustação: R$ 40 | Almoço ou jantar: a depender do número de pessoas e cardápio. | Piquenique ou locação para eventos: a combinar. | Book fotográfico: R$ 80.
  • Contatos: www.vinicolagoias.com.br | Instagram: @vinicolagoias | Facebook: @dellnonno | Tel: (62) 99900-8087

 Minhas impressões

Apesar de ter 12 hectares, para nossa sorte, não percorremos todo ele. Uma hora e meia de visita são preenchidas com muita uva e conhecimento.

Aprendi que a produção de suco de uva integral começou no Brasil (fiquei felicíssima com essa informação). Que não pode haver mais de 2,5% de água, nem açúcares e conservantes (alimento natural de verdade, sabe?). Que é preciso 1,8 quilos de uva para produzir 1 litro de suco (uva pra caramba, né?). Que o clima do Cerrado proporciona colheita o ano todo (ótima oportunidade de empreendedorismo, tanto na fabricação de sucos quanto no turismo).

Vinícola Goiás

Conheci a história de uma família gaúcha que viu no Cerrado uma oportunidade (quando a família toda participa e dá seus pitacos deixa tudo mais aconchegante!). E também a Chef que aprendeu a cozinhar com a sogra e foi para a Índia estudar gastronomia (Sabrina Pinheiro é um amor de pessoa!).

Colhi a uva no pé e me diverti o parreiral (pense numa uva doce e deliciosa!). Tive uma boa surpresa com o almoço “improvisado” pela Chef Sabrina (estou com água na boca só de lembrar!).

Vinícola Goiás

Almoço feito pela Chef Sabrina Pinheiro. Prato principal: Fetuccine com molho de filé. | Sobremesa: Sorvete à moda do Chef (sorvete de creme com calda de geleia de vinho e uvas naturais.

Achei MUITO cansativo fazer um bate e volta de Brasília à Itaberaí. E olha que adoro bate e volta. Mas a viagem dura três horas e meia, quase quatro se passar por dentro de Anápolis. Fica cansativo demais!

 Sugestão:

Minha sugestão é emendar a visita à Vinícola Goiás com uma esticada até Cidade de Goiás, que fica à 45 km de Itaberaí. Dormir em Itaberaí também é uma opção.

Confira aqui as opções de hotel na Cidade de Goiás.


 Brincando de ser fotógrafa

O local me inspirou tanto que vou lançar uma nossa seção aqui no blog: Brincando de ser fotógrafa. Não tenho curso de fotografia, mas sou uma amante. Veja como me saí! Diz nos comentário o que achou, tá?

Vinícola Goiás Vinícola Goiás Vinícola Goiás Vinícola Goiás Vinícola Goiás Vinícola Goiás Vinícola Goiás Vinícola Goiás Vinícola Goiás Vinícola Goiás

Veja mais fotos lindas no blog Viajante Comum, clique aqui!
Saiba como é a produção do suco Dell Nonno no blog Sentidos do Viajar, clique aqui!


Vinícola Goiás - Vem pro Cerrado

Da esq para dir: Francisco e Sylvia (blog Sentidos do Viajar), Chef Sabrina Pinheiro, Paulo Razia, Eugênio e Cris (blog Viajante Comum) e euzinha, Rayane. | AzWanderlust

Agradeço o convite da Vinícola Goiás, em especial à família Razia e à Chef Sabrina Pinheiro pela recepção maravilhosa. Este post é uma parceira da Vinícola Goiás com o projeto Vem pro Cerrado, no qual o AzWanderlust faz parte como membro fundador.

Vem pro cerrado, brasília, selo fundador, rbbv

Conheça o projeto Vem pro Cerrado, clique aqui!


Talvez você também goste de: