Publicação do livro Trintando pela Europa

Infelizmente, o livro ainda não foi publicado. No entanto, estou buscando uma forma de fazer isso acontecer. Solicitei vários orçamentos em gráficas e editoras independentes. Porém, ainda não consigo arcar com tudo sozinha.

Uma nova ideia surgiu: a de colocar um formulário aqui e ver quem tem interesse em comprar o livro. Quanto mais pessoas mostrarem interesse, mais chances temos de ter o livro publicado. Com a sua ajuda, conseguirei tirar o livro da gaveta e esse projeto passa a ser nosso!

Neste primeiro momento, apenas quero saber se você tem interesse em comprar o livro.

É muito simples! Você só precisa preencher o formulário abaixo com seu nome e email. Não esqueça de assinalar a opção ‘Quero comprar o livro Trintando pela Europa’. Chame a família, os amigos, os colegas de trabalho, o vizinho para participar também. Quanto mais pessoas preencherem o formulário, mais chances de tornar isso tudo real!

Leia as primeiras páginas, clique no link: Trintando pela Europa – sample

O valor aproximado de cada exemplar será entre R$40,00 e R$60,00 com o frete incluso.

Quero comprar o livro Trintando pela Europa

Quero comprar o livro Trintando pela Europa.Tenho interesse em comprar o livro antecipado para ajudar na publicação.Você aceita receber novidades do Az.Wanderlust?


O que vou fazer com o dinheiro da venda do livro?

  • A maior parte do dinheiro será para custear a publicação. Isto inclui: revisão, diagramação, produção da capa, impressão e frete.
  • A cada 10 exemplares vendidos, um livro será doado para escolas públicas e instituições de caridade.
  • O valor restante (direitos autorais) será exclusivamente para outro projeto que tenho. Um projeto onde uno minhas duas grandes paixões: viajar e voluntariar.

Sinopse – Trintando pela Europa

Beatriz Alencastro estava prestes a completar trinta anos e tinha duas opções: a primeira era enlouquecer porque estava solteira, não tinha filhos, sua estabilidade financeira era um sonho distante e estava frustrada por não conseguir acompanhar o ritmo frenético dos amigos; a segunda era pegar a mochila e viajar. Escolheu a segunda opção e planejou uma viagem de trinta dias baseada na história da Segunda Guerra Mundial, que começou pela Holanda, passou pela Alemanha, Polônia, República Tcheca, Hungria, Áustria e terminou acrescentando mais oito dias ao roteiro para visitar alguns parentes na Espanha.

Bia conta sua trajetória pelas cidades europeias incluindo seus perrengues, seus contratempos, suas aventuras, seus roteiros, seus pratos típicos preferidos, seus amores e as amizades que fez até o último dia. Compartilha sua andança pelos pontos turísticos e todos os momentos inusitados que viveu, acompanhada de sua pequena mala preta de rodinhas.

Trintando pela Europa não é um guia de viagens cheio de roteiros. É um diário de bordo sobre o planejamento da viagem, o dia a dia em solo europeu e sobre algumas respostas que Bia encontrou no velho continente às várias perguntas que teve durante sua crise dos trinta anos. Algumas perguntas ficaram sem respostas e várias novas perguntas foram feitas ao longo do caminho.

Com histórias divertidas e emocionantes, Bia mostra suas lições de vida, como foi comemorar seus trinta anos sozinha do outro lado do oceano e como isso influenciou sua vida. Foram sete países, dezenove cidades e sete idiomas em trinta e oito dias.

Será que Bia enlouqueceu? A resposta para essa pergunta está no romance baseado em fatos reais de uma trintona que enfrentou a chegada da terceira década de vida de uma maneira bem diferente da convencional: viajando.

Leia as primeiras páginas, clique no link: Trintando pela Europa – sample


A autora

Olá, me chamo Rayane Azevedo. Sou fisioterapeuta e tenho um desejo incontrolável de viajar. Mas não viajo apenas para tirar férias, gosto de ter um motivo especial para isso. Às vezes viajo para fazer trilhas, outras para voluntariar. Às vezes, viajo com pouco dinheiro e outras viajo para ver a final da Copa do Mundo. Uma vez, fiz meu roteiro todo baseado nas histórias da Segunda Guerra Mundial.

Tenho a mania de anotar tudo o que acontece comigo durante as viagens. Chamo de “Meu diário de bordo”. Escrevo desde o jeito que consegui chegar em tal lugar, como a música inusitada do celular de alguém que tocou enquanto estava no trem. Anoto todos os perrengues, ah, esses não poderiam faltar!

O desejo por compartilhar minhas experiências de viagem virou o blog AzWanderlust. E da minha paixão por escrever, nasceu o livro Trintando pela Europa.


Por que escolhi a publicação independente?

Não me recordo para quantas editoras enviei o original do livro, mas lembro-me de que obtive respostas de um monte delas informando que o livro havia sido aprovado para publicação.

Foi então que percebi como o mundo literário é bem difícil e, muitas vezes, bem cruel…

Existe várias modalidades de publicação, mas as mais famosas são: publicação independente e publicação na qual a editora arca com alguns gastos.

O primeiro desafio ao enviar um livro para a editora é a aprovação do original após análise. Essa parte eu tinha vencido. Só que aí, outro grande problema surgiu.

Eu não teria voz ativa na publicação (formato do livro, capa e etc) e receberia de 5 a 15% de direitos autorais. Além de receber bem menos que a editora, ainda teria que arcar com a revisão e a divulgação. Isto estava fora de minha realidade financeira.

Sem desistir, fui atrás de outras formas de publicação. Em minhas pesquisas, conheci a publicação independente, onde poderia participar de todas as etapas do livro. Só que ainda existia um porém: eu teria que arcar com toda a produção, ou seja, ter dinheiro para pagar a revisão, diagramação, impressão, divulgação, venda, frete e tudo o que estivesse relacionado.

O Trintando pela Europa foi colocado na gaveta, mas minhas esperanças em tornar esse sonho real continuou viva!


Projeto Viajante Voluntário

Voluntariar é algo que faço desde que me conheço por gente. Sou fisioterapeuta e escolhi utilizar o meu conhecimento científico e técnico para ajudar as pessoas mais carentes. Em troca, recebo o carinho e o sorriso.

Sei o quão difícil é encontrar uma instituição em outros países – e até mesmo no Brasil – que não seja através das agências de viagem que cobram um absurdo para voluntariar.

Depois de muito pesquisar e de ter a ajuda de outros viajantes que já fizeram trabalho voluntário em outros países, consegui montar uma planilha com várias instituições carentes da América do Sul e Central, África e Ásia, que recebem voluntários.

O Projeto Viajante Voluntário surgiu para unir minhas duas paixões: viajar e voluntariar. O objetivo do projeto é dedicar parte das minhas viagens (ou ela toda) a trabalhos voluntários feitos em instituições carentes. É visitar cada uma delas, conhecer sua proposta e ajudar. E assim, compartilhar com quem também tem vontade de fazer voluntariado enquanto viaja. Minha proposta é montar um banco de dados com as informações das instituições e disponibilizar o conteúdo.


Guia de Viagem: Europa na Segunda Guerra

Muitas pessoas me pediram para disponibilizar o roteiro que fiz sobre a Segunda Guerra. Ele está em produção e em breve você poderá adquirir!

Caso tenha interesse, clique aqui e deixe seus contatos. Você será o primeiro a saber!